Social Icons

terça-feira, 24 de junho de 2014

Hérnia - Tratamento Natural através das Plantas

Indicações de tratamentos para hérnias através da medicina das plantas e ervas.


A hérnia é geralmente uma bolsa formada pela membrana que reveste a cavidade abdominal (peritônio). A hérnia sai por um orifício ou área frágil na fáscia, a camada forte da parede abdominal que envolve o músculo.



TRATAMENTOS ATRAVÉS DAS PLANTAS:

Cana-do-brejo - Haste e raízes secas. Triturá-las até obter o pó. Adicionar água e fazer cataplasma local, com duração de 2 horas. Usar uma cinta apropriada para aplicar a cataplasma.
Chapéu-de-couro - Haste e raízes secas. Triturá-las até obter o pó. Adicionar água e fazer cataplasma local, com duração de 2 horas. Usar uma cinta apropriada para aplicar a cataplasma.
Cipreste - Chá das folhas e frutos (80 g para 1 litro de água). Fazer banhos locais 2 vezes ao dia, com duração de 10 minutos.
Fruta-pão - Látex produzido pela fruteira. Fazer aplicação local usando uma cinta apropriada.
Geoterapia - Compressa local de argila com cebola ralada e carvão vegetal 3 vezes por semana, com duração de 2 horas. Usar uma cinta apropriada para aplicar a compressa.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

Existem diversos tipos de hérnias, os mesmos são baseados nos locais onde ocorrem:

A hérnia femoral aparece como uma saliência na virilha. Esse tipo é mais comum em mulheres do que em homens.
A hérnia de hiato ocorre na parte superior do estômago.
A hérnia incisional pode ocorrer por meio de uma cicatriz se você já tiver feito cirurgia abdominal.
A hérnia inguinal aparece como uma protuberância na virilha. Esse tipo de hérnia é mais comum em homens do que em mulheres. A protuberância pode descer até o escroto.

A hérnia umbilical aparece como uma protuberância na parte inferior do abdome. Ela ocorre quando o músculo ao redor do umbigo não se fecha completamente.

ADVERTÊNCIAS:

Caso os sintomas persistam procure um médico, caso sinta algum efeito colateral com o uso das plantas suspenda o uso imediatamente e procure orientação médica.

0 comentários:

Postar um comentário